Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

23 de mai de 2012

Resenha: Querer Sem Medida - Gilmar Marcílio

Informações:
  • Autor: Gilmar Marcílio
  • Editora: Belas-Letras (cortesia)
  • Páginas: 160
  • ISBN: 9788560174942
Sinopse: Para quem tem sensibilidade, tudo tem o que contar. Lugares, pessoas, animais. A intensidade do olhar de um cão, a leveza das manhãs de domingo, o aprendizado com as perdas que a vida impõe, ou simplesmente o silêncio – tudo se transforma em poesia nestas histórias que se desenrolam junto com a sensação de que são as pequenas coisas que nos fazem querer sem medida. Que nos fazem querer viver, pois nossa única certeza é que estamos todos a serviço da transitoriedade – os grandes e os pequenos.
Resenha: O tema que o livro Querer Sem Medida aborda não é dos que estou acostumada a ler. Ele é composto por algumas crônicas mais reflexivas e não é fictício, mas me chamou a atenção pela capa e pela temática não muito conhecida por mim. É um livro relativamente pequeno, tem apenas 160 páginas, podendo ser lido em apenas alguns dias ou mesmo em só um.
 
Algumas das crônicas me chamaram mais atenção que outras, muitas vezes pela sensibilidade do autor e pela forma mais objetiva que eram escritas. Há muitos assuntos do dia a dia diferentes contidos em cada uma - algumas tratando de coisas como a traição, a amizade e o companheirismo e outras tratando até de animais e temas mais poéticos. A que mais gostei, de longe, foi a que Gilmar fala sobre cães: o autor consegue transformar em palavras o que é aquele carinhoso e pequeno animal que não tem interesses materiais. Fala como os animais são puros e só procuram o amor nos humanos, o que nós deveríamos fazer também com o próximo. Depois disso comecei a reparar mais no meu pequeno companheiro e a procurar em seu olhar, que nos diz tanta coisa, o que ele sente a cada momento e o que está tentando passar. 
 
A única coisa que me incomodou em todo o livro foi a linguagem mais robusta muitas vezes utilizada pelo autor, que dificultava o entendimento de algumas crônicas - e por isso elas acabavam se tornado não muito objetivas. Isso consequentemente atrasava um pouco minha leitura, que poderia ter sido muito mais fluída pois estou acostumada a ler livros que contém uma linguagem um pouco mais coloquial que não vemos tanto em Querer Sem Medida.
 
Não me decepcionei com o livro mas também não foi um que me surpreendeu, sendo basicamente do jeito que esperava. No geral, nos faz refletir de uma forma boa. É mais um livro que mostra a opinião do autor quanto a alguns temas do que uma autoajuda propriamente dita. Acho que não é um livro que agradará a todos, mas sim  àqueles que estão preparados a ouvir algumas verdades sobre o mundo e refletir vez ou outra sobre o assunto.

Nota: ☻☻☻☺☺ (Bom)

16 comentários:

  1. Oi Dessinha!
    O que eu gosto nas crônicas é justamente o fato delas serem tão reflexivas. As vezes atentam para algumas coisas que eu nem mesma havia percebido antes, o que é bem legal. O problema é quando não gostamos da voz ou da opinião do autor em questão, daí fica insuportável pois é basicamente a forma como ele vê o mundo.
    Pelo visto essa perece ser legal, apesar da linguagem não ser das melhores, também gosto de um tom mais coloquial.
    A crônica sobre o cachorrinho deve ser linda mesmo, tanto que a escolheram para estampar a capa. ^^
    Beijocas, sua linda!
    E muito, muito obrigada pelas suas palavras lá no blog! Fiquei super feliz! =)

    ResponderExcluir
  2. Oi Dessa!
    Apesar de não ser uma leitura que procuro nesse momento, ainda assim é interessante e despertou minha curiosidade, gosto de temas mais reflexivos e, as vezes, acho bom ler algo com uma escrita mais formal pra desenferrujar o cérebro hehe!
    Enfim, não é algo que eu buscaria nesse momento, mas não recusaria a leitura!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Oi Andressa,
    Estou com o livro aqui para ler, e foi pelo mesmo motivo que você que escolhi ele para leitura.
    Mas como já li sua resenha rs, vou com alguns pensamentos diferentes rs.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ele me despertou certa curiosidade, mas o enredo não me prendeu muito. :/ Acho que não seria a leitura do momento.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  5. Oi Dessa!
    O livro também não faz muito o meu tipo, mas eu particularmente adoro livros polêmicos, reflexivos e que envolve certa realidade...
    Acho que tivesse a oportunidade de ler, o faria, só não desesperadamente.
    Olhar de cão é incrível, né? Um completo enigma...
    Adorei a resenha!
    Beijos
    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  6. Ei Dessa, acho que os livros de contos normalmente são assim, ficam próximo daquilo que esperamos dele, fica difícil nos surpreender. Eu também não sou muito adepta dessa leitura, mas sempre há exceções, e alguns livros de contos que eu li foram realmente incríveis.
    Esse Querer sem medida parece fofo, jungando pela capa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. oi,
    amei a capa, coisa mais fofa, mas não sei se leria,
    não curto cronicas
    adorei seu blog, muito lindo!
    estou te seguindo, segue o meu tambem

    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Oi Andressa!
    Eu já li outro livro do mesmo autor (A vida sem manchete) e é igual a esse: crônicas para reflexão.
    Fiquei interessada em ler a crônica que você citou, sobre cães :)

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Oi Dessa
    Não costumo ler livros de crônica, mas acho essa capa tão fofinha que já compraria só por ela rs
    bjos

    ResponderExcluir
  10. Não é o tipo de história que eu gosto, mas é uma boa dica de livro ^^


    Tem post novo lá no meu xD
    quando puder deixa um comment lá?
    www.luliskd.blogspot.com
    (E pra quem ainda não segue, dá uma seguida gente bonita *-*)
    valeu

    ResponderExcluir
  11. achei a capa linda, amo capas com animais *-*
    Achei interessante, mas não é o tipo de leitura que gosto.
    Agora a crônica sobre cães isso me interessa demais.
    Nova resenha: Os Vampiros de Morganville - Casa Glass
    Passa lá!
    manuscritodecabeceira.blogspot.com
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Dessa!
    Não conhecia o livro, mas curti a ideia dele... As crônicas, geralmente, são bem reflexivas, mas não são todas que me chamam atenção.
    A linguagem utilizada sempre influência na fluidez da leitura, né? Sorte que é um livro bem curto, 160 páginas.
    Não me interesso tanto por lê-lo agora, mas, caso tenha a oportunidade, já sei o que me aguarda.
    Beijão, Dessa!

    ResponderExcluir
  13. Muito legal... Confesso que, dependendo de da quantidade de formalidade nas palavras, também tenho alguma dificuldade em fazer a leitura, mas em alguns momentos eu acho até bom. Ma faz ser mais esforçado para conseguir concluir a leitura, aprendendo e conhecendo novos termos, o que é, sem duvida nenhuma, muito bom!
    Eu gostei da resenha, e acredito que gostaria de ler este livro.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Esta é a segunda resenha que leio deste livro. A capa é linda!
    Por enquanto não sentir ainda tanta vontade assim de ler. Mas quem sabe né?
    Gostei da resenha :)
    Beijos :)

    http://pollymomentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oláa floor,
    Adorei sua resenha, curto bastante esses livros de crônicas, leitura fácil e rápida!!
    Uma pena que eu sou alérgica a pelo de animais, então a forma de ficar mais perto deles é lendo, hehe
    Adorei a resenha. Primeira visitinha mas voltareis mais vezes.
    Beijoos

    http://secretsentreamigas.blogspot.com.br/p/parceiros.html

    ResponderExcluir
  16. Oi Dessa!
    Achei a cada desse livro muito linda! Gosto muito de crônicas, mas acho que nunca peguei um livro apenas de crônicas para ler. Sempre leio algumas na internet mesmo, conheço vários ótimas.
    E acho que é por isso que não me animo tanto para ler Querer Sem Medida.
    Ótima resenhas, como sempre! Abraço! ;)

    ResponderExcluir