Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

11 de fev de 2012

Resenha:O Signo dos Quatro - Arthur Conan Doyle

Informações:
  • Título Original: The Sign of Four
  • Autor: Arthur Conan Doyle
  • Editora: Martin Claret (cortesia)
  • Páginas: 152
  • ISBN: 8572327770

Sinopse: Nesse livro, o mais famoso detetive da história da literatura universal, Sherlock Holmes, tem um novo mistério para desvendar: quem matou Bartolomeu Sholto e levou o tesouro de Agra? Ao lado do dr. Watson, seu parceiro de investigação, Sherlock Holmes mais vez uma dará ao leitor uma amostra de astúcia e brilhantismo ao desvendar o caso.

Resenha: Em mais um romance do aclamado detetive Sherlock Holmes, o autor consegue transmitir exatamente o que desejava com a proposta do livro: um mistério de quebrar a cabeça de qualquer leitor, e as vezes até mesmo a do próprio detetive.

O Signo dos Quatro é o segundo romance que conta a história de Sherlock, sendo o primeiro Um Estudo em Vermelho (resenha). Posso afirmar então que este me cativou bem mais que o lido anteriormente. Podemos ver aqui uma certa dificuldade até mesmo do próprio detetive de desvendar partes do mistério, mostrando que mesmo possuindo uma mente brilhante, é um humano como nós e pode ter suas dúvidas.

Neste livro a narração continua sendo de Watson. Isso facilita bastante o entendimento da trama, já que o mesmo, assim como os leitores, tem o raciocino mais lento que o de Holmes e na maioria das vezes todas as dúvidas do doutor são as mesmas que temos. Assim, quando ele pergunta abertamente como o detetive chegou à conclusão, é explicado detalhadamente, sem nos deixar com dúvida de como a mente de Holmes é excepcional.

Somos também introduzidos a mais um policial da Scotland Yard, mas que em termos de participação na trama, no início, me lembrou bastante Lestrade, já que, Sherlock sempre faz questão de ressaltar a falta de capacidade dos mesmos, uma vez que sua própria mente continua impecável e sempre um passo à frente de qualquer outro que tente desvendar o caso. Também ficamos sabendo um pouco mais sobre o vício de Holmes nas drogas, com alguns momentos em que abordam assuntos como a cocaína e sua necessidade quando não existem casos a serem desvendados.

''- Sou o único detetive particular consultor - esclareceu. - Sou o mais alto e supremo tribunal de apelação no campo da investigação criminal. Quando Gregson, Lestrade ou Athelney Jones fracassam - o que aliás sucede com frequência - é a mim que vêm procurar. Examino os casos como um técnico e emito minha opinião de especialista. Não procuro reconhecimento oficial nesses trabalhos. Meu nome não aparece em nenhum jornal. Minha maior recompensa está no próprio trabalho, no prazer de achar um terreno propício para exercitar minhas faculdades pessoais.'' Pág 20.

É uma história bastante dinâmica e bem elaborada. Não existe neste livro aquele momento mais calmo, com uma brusca mudança de velocidade de narração como no primeiro. Todos os motivos que levaram aos crimes são explicados em seu final, porém sempre no presente e seguindo sempre o mesmo ritmo, o que faz com que a leitura seja mais rápida e fácil. Já a linguagem do livro é bastante parecida com a de Um Estudo em Vermelho. Por serem obras mais antigas, existe um estilo de linguagem um pouco diferente do que estamos acostumados, com palavras não muito utilizadas nos dias atuais. Mas em nenhum momento isso atrapalhou minha leitura: pelo contrário, ajuda a diversificar o vocabulário, mesmo que minimamente.

Por parte da editora, a diagramação do livro continua ótima, sem nenhum erro de português e de concordância e a capa deste livro ficou também mais interessante e bonita, dando um motivo a mais para leitura, já que chama mais a atenção.Outro aspecto que me interessou nas obras da editora Martin Claret, foram as dicas e a pequena introdução ao personagem antes do início da trama em si.

Com mais uma história de mistério que me cativou, o autor me ganhou completamente. Agradeço à editora Martin Claret por ter enviado um exemplar para resenha e agora estou ansiosa pela leitura do romance seguinte desse brilhante detetive. É claro que recomendo a leitura!

Nota: ☻☻☻☻☺ (Muito Bom)

15 comentários:

  1. Oi Andressa, gostei da sua resenha!
    Você conseguiu traduzir muito bem em palavras as impressões que teve durante a leitura! Ainda não li nenhum desses dois romances, e depois da sua resenha não vejo a hora de encarar a primeira aventura! #D

    até mais!

    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
  2. Ah, Sherlock é bem conhecido e eu sou BEM desinformada quando se trata sobre ele, desde ãn.. tudo. HUAHUA. Quero conhecer mais sobre ele e o autor, lógico, acho que seria legal ler o livro.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Acho que todos os livros são narrados pelo Watson. rsrsrs... é como se fosse o diário das aventuras que ele viveu ao lado de Holmes ^^

    Haha, adoro quando ele acaba com os agentes da Scotland Yard... kkkkk'

    Eu adoro a linguagem usada nos livros de Holmes... é como se eles nos transportassem pra aquela época, como se tudo fosse verdade *-*

    Adorei sua resenha! Sou super fã do Holmes, espero que goste das outras histórias tbm! Abraços ^^

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Já vi o livro e a estória é bem legal! Tenho vontade de ler!
    Beijos, Renata :)

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nenhum dos livros de Holmes porém o meu desejo de ler vem aumentando cada vez mais principalmente depois da sua resenha:D
    OBG pela a visita lá no blog!
    Também adoro a capa do Calafrio, e que bom que a resenha fez você rever a sua ideia de ler o livro:)
    Tem resenha nova la no blog, passa la e comenta adoraríamos!
    http://falleninme.blogspot.com
    BJÃO

    ResponderExcluir
  6. Ei Dessa, ainda não li O Signo dos Quatro, mas agora fiquei bastante curioso. O livro parece ser ótimo, e nem preciso dizer que sou fã do Sherlock, certo?! ahauhauh'
    Acho que dos livros dele lançados pela Martin Claret esse é o que possui a capa mais bonita, achei ele incrível!
    Abraço! (:

    ResponderExcluir
  7. Posso ser considerada a unica pessoa do Universo que nunca leu e nem sabe muita coisa de Sherlock! hahaha Tenho vontade de ler algo de Sherlock.
    Acho bastante interessante uma leitura com palavras que não usamos constantemente. Por mais que eu fique perdida (as vezes) é como se vivêssemos na época, como se fossemos uma das personagens. Acho bacana. rs

    Beijos
    http://manialiteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Tenho aqui em casa o livro Um Estudo em Vermelho, só que em versão para bolso. Quando ler este, quero ler O Signo dos Quatro. Sir Arthur Conan Doyle tem uma mente brilhante, seus livros são ótimos.

    Beijos, Paati'
    http://livros-resenhados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Que bom que a Martin Claret fez um bom trabalho, sem erros e tal. Adoro seus livros por isso!
    Tenho muita vontade de ler os livros do Sherlock (vi uma edição da Zahar, linda demais, com vários contos e tal! Tenho que comprar).
    Que bom que você gostou do livro! *-*
    Beijão, Andressa! :)

    ResponderExcluir
  10. Ótima resenha, eu não estava muito afim deste livro...
    Mais depois que li está resenha fiquei com vontade de lê-lo, acho normal porque depois que leio alguma resenha fico com vontade de ler o livro...
    pode me colocar no grupo DEVORADORES DE LIVROS. :D

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li nenhum livro deste autor. Mas já vi alguns comentários positivos à respeito de suas obras. A resenha ficou muito boa. Parabéns! A sua resenha deixa os leitores com muita vontade de ler o livro. Acho bacana quando o livro não fica mudando de velocidade, principalmente, quando ele vai aumentando a velocidade, mas não decai novamente. Essa "coisa" de detetive, de ter que cuidar cada detalhe da escrita para não perder uma pista importante, acho bem interessante. Parece um ótimo livro.
    Parabéns pela resenha. Ficou muito boa.

    Mateus Noremberg - Livros Preciosos

    ResponderExcluir
  12. Mesmo não gostando muito deste tipo de leitura, gostei da resenha e espero lê-lo especialmente porque existe um lado podre de Holmes...rs. (as drogas)
    Att.,
    Luks

    ResponderExcluir
  13. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro do Sherlock Holmes, mas confesso que vontade não falta. Fiquei bem curiosa sobre O Signo dos Quatro, adoro histórias bem elaboradas. :)
    Beeeijos

    Marina Oliveira
    http://distribuindosonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Gosto mto de Sherlock Holmes e dr. Watson.
    Parece mesmo emocionante este livro!
    Q bacana que não há momentos que não sejam dinâmicos!
    Gostei mto da sua resenha e de vc gostar do Sherlock tb! ;-)
    Beijos!

    http://rosefuri.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Acredita que nunca li algo sobre Sherloch Holmes?
    pois, é!
    Mas, irei mudar isso e logo logo estarei lendo algo.
    Bjs
    http://mahzinhasantana.blogspot.com/

    ResponderExcluir