Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

27 de set de 2012

Resenha: Identidade Roubada - Chevy Stevens



Informações:
  • Título Original: Still Missing
  • Autora: Chevy Stevens
  • Editora: Arqueiro (cortesia)
  • Páginas: 256
  • ISBN: 9788580410129
Sinopse: Era para ser um dia como outro qualquer na vida de Annie O’Sullivan. A corretora de imóveis levanta da cama com três objetivos: vender uma casa, fazer as pazes com a mãe e não se atrasar para o jantar com o namorado. Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direção. A corretora tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas.


Resenha: Há muito tempo vinha querendo ler Identidade Roubada e justamente por isso tinha certo receio de acabar me decepcionando com a história ou com qualquer um dos personagens. Fico extremamente feliz – e aliviada – em perceber que minhas expectativas foram, ao invés disso, superadas e que o livro acabou até se tornando um dos meus favoritos, com uma das narrativas mais bem elaboradas que eu já li.
 
O livro é narrado em primeira pessoa por Annie, a protagonista da história, mas o mais interessante dessa narrativa é que na verdade ela não está contando sobre o sequestro para nós, leitores. Ela está conversando com sua psicóloga e em muitos momentos – principalmente nos inícios de capítulos – é onde podemos notar que passou algum tempo relativamente longo entre uma sessão e outra. Até, em alguns deles, Annie chega a mencionar que precisou marcar aquela consulta de última hora, pois não aguentava mais um minuto sem contar os novos acontecimentos a alguém. Apesar de parecer algo comum ou até sem importância real para a história, isso dá uma diferença e tanto deste para outros livros, pois tudo o que nos é contado é de certa forma significante – os fatos corriqueiros ela simplesmente menciona vez ou outra, só para mostrar o quão abalada ficou depois da tragédia.
 
Annie alterna nos mesmos capítulos a vida que leva agora que voltou à sua cidade e a vida que levava enquanto estava sequestrada. Algo nítido de notarmos é como a vida dela mudou após o sequestro, deixando marcas que ela talvez levaria para o resto de sua vida. E, apesar de ser uma história de ficção, o sofrimento da personagem é tão real que imaginei como deve ser para as muitas mulheres que já sofreram o que ela sofreu e como deve ser o processo de tentativa de superação. Como confiar em alguém depois de uma coisa dessas?
 
Enquanto o livro avança, a curiosidade e ansiedade do leitor em saber o final da trama vão aumentando gradativamente. Isso porque vamos conhecendo os motivos do sequestrador junto com Annie e entramos na busca da verdade onde não podemos mais confiar em praticamente nenhum dos personagens secundários, tornando a narrativa muito mais eletrizante - até que chega aquele momento em que largar o livro e deixá-lo para depois simplesmente não é uma opção. Somos guiados assim até o desfecho da história, que por conta de principalmente uma única frase, a última, me deixou arrebatada por mais alguns dias.
 
Identidade Roubada foi, com certeza, um dos melhores livros do ano e só agora percebo que deveria tê-lo lido há muito tempo atrás. Estava perdendo um ótimo enredo com uma brilhante narrativa, que me fariam sentir ligada à personagem principal o tempo todo e que me deixariam com o coração na mão em algumas partes. É um maravilhoso livro, que a autora soube conduzir de forma única.

Nota: ☻☻☻☻☻ (Ótimo - Favorito)

24 comentários:

  1. Esse livro é incrível; é o tipo de história que você tem sensação de que todas as pessoas sãs do mundo deveriam ler. A narrativa é mesmo instigante e criativa, isso foi o que mais me chamou a atenção, e o sofrimento da personagem é bem real mesmo, retrato de mulheres que já passaram por situações parecidas ou que todos os dias apanham de seus maridos/pais; qual o novo sentido que a palavra "confiar" deve tomar para essas mulheres.
    Acho que 'Identidade Roubada' foi um dos melhores livros que já li até agora, sem deixar a desejar em nenhum ponto, com certeza.

    http://queridos-sapiens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Dessa, essa resenha me dá vontade de largar tudo e pegar o livro agora na estante.
    Quero há séculos lê-lo, mas acabo postergando e, como você, tenho receio de não gostar. De qualquer forma, parece que esse receio é infundado mesmo!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Oi Andressa!
    Esse livro parece ser muito bom mesmo! Já tinha lido outras resenhas dele mas não me lembro de ninguém falando que a personagem conversava com a psicóloga, achei essa parte bem interessante.

    Saudades de passar aqui no blog! Desculpe pelo sumiço, eu estava de férias, mas aos poucos estou voltando à blogosfera ^_^

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Eu comprei esse livro semana passada e ainda não tinha tido coragem de lê-lo, por falta de tempo e por ser um tema muito forte, mas, de certa forma, porque assim como você eu tenho altas expectativas em cheque. Well.
    Beijos.
    Amor, Ana.
    P.S.: Seu blog é uma graça, estou seguindo.

    http://quemprecisaviver.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Andressa.
    Já li esse livro e também amei, tanto é que ele também entrou para os meus favoritos. E como você disse a autora foi ótima, espero poder ler alguma outra obra dela.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá Andressa!
    A resenha me deixou bem interessada pelo livro e ele já está na lista das minhas próximas leituras; Gostei bastante de conhecer seu blog!

    Beijos!

    http://beyondofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Dessa!

    Já vi muitas vezes esse livro, porém poucos comentários... Esse título me passa uma ideia bem forte!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Esse livro tem um roteiro que prende mesmo, quase não dá pra embarcar em outra leitura, a história fica muito viva na sua mente. Ótima resenha, Andressa.
    Depois passo aqui com mais calma pra ler outras resenhas, adorei o blog, muito bacana

    abçs
    C.J | Braunne

    ResponderExcluir
  9. Oii Andressa!
    Esse livro parece ser uma leitura bastante tensa! Fiquei curiosa com relação a narrativa! ^^ Ele vai com certeza para a lista de desejados!
    Beijos

    Elidiane - Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  10. Dessinha,
    Eu me lembro que na época que esse livro foi lançado eu fiquei doida pra ler, mas ao mesmo tempo muito angustiada pelo alto teor dramático e angustiante da trama. Porém, lendo a sua resenha, eu vi o quão boba eu fui em deixar uma leitura tão maravilhosa e cheia de potencial passar. Certamente pretendo ler esse livro e você reacendeu essa vontade como nunca antes. Por mais angustiante que seja, parece-me mega interessante e até um tanto misterioso, quase como um thriller. Fiquei super curiosa!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  11. Morro de vontade de ler esse livro há um tempão, e sua resenha só me deixou mais curiosa ainda. Ele parece ter uma história super envolvente e eletrizante, tenho muito interesse nessa leitura. :)
    Beeeijos

    ResponderExcluir
  12. Dessa, há muito tempo que quero ler o livro. Já vi, inclusive, em promoção e agora me arrependi de não ter comprado. Gosto de livros fortes, mais pesadinhos.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Ao mesmo tempo de ter uma curiosidade enorme em relação ao livro, tenho também muito medo O.o.

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  14. Antes eu não tinha muita vontade de ler esse livro, mas depois de um tempo comecei a ficar com uma curiosidade. Vi tanta gente falando bem do livro, que acho que talvez eu poderia gostar.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  15. Oi Dessa!
    Sem dúvida depois dessa resenha esse foi para lista de desejados. Acredito que já tinha visto a capa e tals, mas essa é a primeira vez que leio sobre o que ele trata e agora estou super curioso para ler.
    Sem dúvida esse é daqueles que irão me prender da primeira a última página e me transportarão para um montanha russa de emoções!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  16. Oi Andressa, tem muito tempo que eu quero ler este livro e ainda não consegui, uma pena pois cada resenha que leio só aumenta a vontade de ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Dessa!

    Já faz um bom tempo que quero ler este livro, mas estou com uma relutância como se qualquer outro valesse mais a pena e agora estou convicta da minha injustiça e vou, portanto, começar a procurá-lo.
    Adoro esse clima de desconfiança que deixa o leitor mais instigado a concluir o livro, e também gosto de temáticas fortes, como um sequestro e os traumas numa pessoa.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  18. Oi Andressa, parabéns pela resenha! Adorei e devo confessar que já tinha visto o livro por aí, mas que depois de ler a sua resenha fiquei muito curiosa para conhecer essa estória!! Espero poder ler em breve!!

    até mais!!


    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
  19. Oie!

    Sempre fico instigada em ler livros assim, porque vem a ansiedade louca para querer saber o final e como a pessoa sairá das garras do sequestrador. Apesar disso, livros assim tendem a ter um tema forte, daqueles que te deixam com uma sensação estranha no peito - angústia, talvez. Já li algo parecido e o tempo todo fiquei agoniada com as situações enfrentadas pela pessoa sequestrada.

    Bjins

    www.dicasoutravessuras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá (:
    Sempre tive muita vontade de ler esse livro, mas a vontade estava dormindo aqui dentro haha, sua resenha despertou ela de novo!
    Que bom que o livro superou suas expectativas. É super chato quando esperamos uma coisa e acontece outra (:

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Oi Dessa, esse livro está mesmo sendo muito elogiado, mas ainda não tive oportunidade de lê-lo. Eu não consigo lidar muito bem com esses temas fortes, talvez por isso não o tenha comprado ainda, mesmo morrendo de vontade.
    Mas é impossível passar imune lendo mais uma resenha positiva, vou tentar ler em breve.
    Acho muito importante quando o autor consegue amarrar dessa forma a nos deixar presos na leitura, ela flui maravilhosamente bem quando é assim, e é difícil não gostar da história, né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Acho que já assisti um filme com o mesmo nome, se não me engano o filme foi para a minha lista de filmes que menos gostei, não tive vontade de ler o livro por conta do filme que não gostei. Sucesso.

    http://devaneioselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Nossa, pela sua resenha o livro é muuuito bom!!!! Gostei e fiquei interessada. bjs



    P.S: quer ganhar Cinquenta Tons de Cinza + Amazônia?
    É muuuuito fácil: http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi Andressa!
    Já faz um tempo que este livro está na minha estante, e há muito quero lê-lo, mas tenho esse medo de minhas expectativas acabarem me frustando durante a leitura.
    Mas aí eu continuo vendo resenhas dele, como a sua, que me deixam mais ansiosa para ler o livro. Acho que acabarei lendo logo, porque é tão bom quando nossas expectativas são superadas, né? *----*
    Beijos.

    ResponderExcluir