Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

16 de jul de 2012

Resenha: Poderoso e Ardente - Susan Mallery

Informações:
  • Título Original: High-Powered, Hot-Blooded
  • Autora: Susan Mallery
  • Editora: Harlequin Books
  • Páginas: 183
  • ISBN: 9788539800056
Sinopse: Duncan não gostava de ser cobrado, pois era ele quem deveria cobrar das pessoas. Entretanto, o conselho de diretores de sua empresa fizera uma exigência definitiva: ele deveria mudar sua imagem pública. Ao conhecer Annie McCoy, uma doce e inocente professora de jardim de infância, Duncan soube que ela iria lhe proporcionar a aura de um perfeito anjo, mesmo que para isso fossem necessárias artimanhas diabólicas. Convencer Annie a assumir o papel de amante não tinha sido um grande problema, mas agora ele precisava torná-la sua esposa na vida real. Poderia um executivo rabugento cultivar o encanto necessário para conquistar o coração da mulher que ele quase destruiu?
Resenha: Poderoso e Ardente é minha primeira experiência com os famosos romances de banca e o livro foi, no geral, basicamente aquilo que eu esperava: um casal que se apaixona perdidamente mas que para ficar junto precisa vencer alguns obstáculos. Simplificando, é sim um livro clichê, mas que não deixou de me envolver e me agradar bastante.
 
Gostei muito dos personagens que protagonizam esta história. Apesar de não conter uma trama profunda, a autora consegue nos transmitir a essência de cada um deles e por isso conseguimos conhecê-los melhor, sendo possível até prever algumas de suas ações de acordo com sua personalidade. Além disso, a personalidade forte de Duncan é indispensável para todo o desenrolar da história, já que vamos descobrindo junto com Annie que apesar da arrogância externa, ele tem seus medos e fraquezas como qualquer outra pessoa.
 
Outro ponto que me agradou foi o modo como o amor entre o casal cresce gradativamente, surgindo pouco a pouco durantes as passagens do livro. Algo que já tinha notado em outras resenhas de livros do gênero é como o amor entre os protagonistas pode ser superficial e forçado em algumas das histórias, mas isso felizmente não acontece com este volume. Posso afirmar que não me senti assim e que, pelo contrário, este romance conseguiu me envolver muito bem, fazendo até com que eu terminasse a leitura em pouco tempo.
 
O que eu considerei como sendo mais negativo não é na verdade algo da trama ou de seu desenrolar, mas sim da diagramação por parte da editora. A capa utilizada na maioria dos romances de banca e neste inclusive, não são atratativas e acabam gerando certos precoceitos. Eu, por exemplo, se não soubesse da fama que estes romances possuem, acabaria não comprando esta edição por justamente não chamar a atenção.
 
Como já dito no começo da resenha, o livro é um clichê. Mas é um tipo de clichê que eu particularmente adoro, aquele que consegue deixar a maioria das leitoras suspirando ao final da história. É uma história leve, recomendada para aqueles que desejam relaxar e aproveitar o tempo de folga lendo um livro rápido e gostoso. Eu com certeza lerei mais livros deste gênero já eu realmente o adorei, mas não é um livro que irá também agradar a todos. Não é, por exemplo, um tipo de livro que agradará àqueles que procuram algo inovador, ou àqueles que não apreciam o romance com seus inúmeros clichês.

Nota: ☻☻☻☻☺ (Muito Bom)

11 comentários:

  1. Não costumo me interessar por romances de banca, já que estão bem longe do estilo que gosto de ler. Sei lá, talvez um dia eu dê uma chance. :)
    Beeijos

    Marina Oliveira
    http://distribuindosonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olha, Dessa, até hoje não li nenhum romance de banca embora seja imensamente incentivado a conhecer o estilo. Eu até tenho uns livrinhos aqui, mas até agora não passei nem perto. Vou dar uma olhada com calma agora nas férias.. quem sabe consigo ler e gostar de um, né? Hahhaa
    Esse aí parece muito 'ardente' pra mim... busco algo mais light, rsrs Só quero ler por curiosidade mesmo, rsrs
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Ei Dessa, que bom que você gostou. Realmente existem alguns romances de banca que são encantadores, e apesar de serem levinhos e clichês, agradam bastante. Quando era mais nova só lia esse tipo de livro, então criei um carinho bem grande por esse tipo de leitura. Só que quando era mais nova eu tinha mais sorte ;x

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!


    Confesso que se eu visse esse livro pelas prateleiras, não teria um pingo de vontade de ler...
    Pela sua resenha pude perceber que não é o tipo de livro que me agrada, embora pareça ser realmente bom. ~.~'

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde :)
    Gostei muito da resenha mas olha,não estou num momento para ler romances sabe? :(

    Beijos e cuide-se

    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  6. Fiquei com vontade de ler por sua causa, sabia? haha
    Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  7. Eu até tentei ler um livrinho de banca que me emprestaram, mas era de faroeste, um tema que não me agrada nem um pouco rs
    Adorei o blog e já estou seguindo :)

    Visita?
    http://querido-livro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha e fiquei morrendo de vontade de ler *-*
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Fiquei com vontade de ler.. e olha que é raro, pois são poucos os livros da Harlequim em que eu me interesso..

    Beijos, Milena.
    Livros na Cabeça

    ResponderExcluir
  10. Oie ^^

    Eu adoro romance de banca. Quando a gente diz que é clichê, algumas pessoas tendem logo a associar para algo ruim, e nem sempre, pois muita coisa clichê que é boa né. Realmente as capas deles não inspiram. Muitos deles os romances sempre tem um obstaculo mesmo rs.
    Faz muito tempo que não leio um..saudade!

    Beijos :D
    Ensaios de uma Leitura

    ResponderExcluir
  11. Oi Andressa!
    Eu gosto de romances de banca, mesmo sabendo que a maioria é "clichêzão", sempre tem alguns que nos surpreendem.
    O que me interessou no livro que você resenhou é que o amor entre os personagens cresce devagar, porque também não gosto quando é forçado, fica sem sentido.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir