Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

24 de jul de 2012

Resenha: Estilhaça-me - Tahereh Mafi

Informações:
  • Título Original: Shatter Me
  • Autora: Tahereh Mafi
  • Editora: Novo Conceito (cortesia)
  • Páginas: 304
  • ISBN: 9788563219909
Sinopse: Ninguém sabe por que o toque de Juliette é letal, mas O Restabelecimento tem planos para ela. Planos para usá-la como arma. No entanto, Juliette tem seus próprios planos. Após uma vida inteira sem liberdade, ela descobriu uma força para lutar contra todos pela primeira vez – e para obter um futuro com o garoto que ela pensou que fosse perder para sempre.





Resenha: Estou aprendendo ultimamente que o segredo para não se decepcionar com os grandes lançamentos é na verdade não esperar muito deles - começar a ler o livro sem grandes expectativas é o que hoje tem me ajudado mais, pois isso impede que a decepção atrapalhe a leitura. E assim comecei a ler Estilhaça-me, um livro que já era muito comentado por todos: sendo esses comentários positivos ou não.
Já no início da leitura é fácil perceber que a narrativa de Tahereh Mafi é diferente das convencionais. O livro é narrado em primeira pessoa por Juliette, uma personagem confusa principalmente por estar aprisionada por muito tempo sem nenhuma companhia. Isso é algo que a autora utilizou em seu favor, conseguindo transmitir muito bem através das páginas: a ausência de algumas pontuações, o excesso de repetição de certas palavras e o medo da protagonista de se relacionar ou expor os sentimentos que ela própria deseja esquecer mostra-se completamente aceitável nesse contexto, nos passando exatamente a confusão e os conflitos internos de Juliette. Além disso os capítulos sempre curtos que o livro possui tornaram para mim a leitura bem dinâmica desde as primeiras páginas, sem tê-la tornado cansativa.
O que mais me envolveu na trama foi o romance que a autora criou. Já logo nos primeiros capítulos percebe-se que por trás das falas e ações de Juliette e até mesmo de Adam há um grande desejo que ambos parecem querer esconder. Isso me fez torcer para que tudo desse certo entre eles e acabava ansiando por capítulos em que Adam, o perfeito mocinho - bonito, charmoso, educado e carinhoso -, aparecia.
Não posso deixar de comentar também a criatividade que a autora necessitou para escrever Estilhaça-me. Não a parte do romance em si mas na criação dos personagens únicos, como Juliette, dos seus poderes fatais e também de todo o ambiente em que a história se passa. Como o livro foi minha primeira experiência com distopias não pude deixar de admirar o mundo futurístico criado pela autora em que a falta de esperança é predominante, e também o grupo que agora o lidera - O Restabelecimento. E, apesar deste volume não ter tido ainda um conflito maior por ser um pouco introdutório - focando mais em Juliette, seus poderes e relações pessoais - espero que o grupo seja mais destacado no próximo.
Nessa minha estréia com livros distópicos fui introduzida a um novo mundo – mas um mundo que não é totalmente fantasioso e que pode sim uma dia vir a existir pelo menos parcialmente. E além de tudo, a história se tornou mais que um romance qualquer por termos um diferente livro em vários outros aspectos já citados acima. Sei que a história ainda vai agradar a muitos leitores assim como me agradou, e já anseio pelo segundo volume da série, esperando que este seja tão espetacular quanto o primeiro! Em suma, sem expectativas criadas nada me decepcionou e pelo contrário, tudo me surpreendeu.
‘’Ele não me toca e eu estou desapontada feliz por ele não me tocar. Queria que ele tivesse. Ele não deveria. Ninguém jamais deve me tocar.’’ Pág 19.
Nota:☻☻☻☻☻ (Ótimo - Favorito)

15 comentários:

  1. Oi Dessa!
    Realmente é ótimo quando nos surpreendemos com um livro!
    Como adoro um bom romance, acho que também vou gostar bastante do livro, em especial dessa parte dele!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Que resenha ótima! Realmente amo distopias, acho que esses são os livros mais legais!
    Eu também parei de ler com tantas expectativas, como aconteceu quando eu li Querido John e me decpcionei um pouco.
    Estou com bastante vontade de ler Estilhaça-me. Até estou participando de alguns sorteios, tomara que eu ganhe!
    Beijos!
    http://www.expressodenarnia.com/

    ResponderExcluir
  3. A Tahereh Mafi merece um prêmio por narrar tão bem. Além de sua narrativa ter pontos bem inovadores, como os termos riscados, é possível sentir a perturbação da protagonista apenas pelo seu modo de dizer.
    Também tenho que elogiar muito a Juliette, que era uma excelente personagem e não me irritou nem um pouquinho (sim, isso é muito raro de acontecer).
    Enfim, gostei muito do livro também. :)
    Beeeijos

    ResponderExcluir
  4. Li várias resenhas de Estilhaça-me. Algumas que falam bem do livro, outras nem tanto. Mas mesmo assim continuo querendo muito ler a obra e tirar minhas próprias conclusões. Acho legal quando eu não tenho muitas expectativas com o livro e ele vai além do esperado. Já o contrário é triste rs.
    Beijos,
    @rafaehlke

    ResponderExcluir
  5. Ei, Dessa!
    Nossa, fiquei SUPER empolgada agora para ler esse livro!
    A NC tá arrasando! Depois de "Garotas de Vidro" esse será o próximo da editora que vou pegar ;)

    Ahh Boa sorte com a promo!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei sua resenha! É a primeira que eu leio sobre esse livro que é totalmente positiva! Queria ler Estilhaça-me antes e agora ainda mais.
    Acho que você tocou num ponto sobre a leitura. Muitas vezes nós criamos expectativas tão altas, que quando lemos o tal livro, ele não atinge o que esperávamos por ele.
    Devido a algumas críticas que ele recebeu, também evitei criar expectativas. Espero que quando eu ler, goste tanto quanto vc.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi, Dessinhaa!
    Eu também gostei do modo que a autora desenvolveu a narrativa, com algumas peculiaridades, sem medo de desagradar.
    Gostei do mocinho, mas não cheguei a me apaixonar perdidamente como aconteceu com algumas pessoas - ele não é nenhum Ren por exemplo rs - senti falta de algo mais arrebatador, mas gostei sim, ele é um fofo!
    Esse é bem introdutório mesmo, mas é legal. Pegou fôlego mesmo do meio para o final, e estou curiosa para saber o que vai acontecer! ^^
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  8. Agora que você está descobrindo que não pode se ter grandes expectativas? Ai, ai, maioria das vezes me decepciono quando tenho expectativas demais, rs.
    Esse livro me lembra a X-Men, sei lá. Por a menina ter esse poder e tal, achei bem interessante.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  9. Estou bem curiosa com esse livro. Apesar de sempre ficar com um pé atrás com os primeiros volumes das séries, que sempre são mais descritivos e enrolados, esse me interessa. Gosto bastante dessa temática de poder especiais, desde que não seja um Crepúsculo da vida hehehe.

    Adorei tua resenha e o blog
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Dessa!
    Gosto bastante de distopias, acho sensacional a forma como os autores montam esse mundo futurista e gosto particularmente de observar como a política funciona em cada um deles. Entretanto, estou dando um tempo nelas. Todas as distopias costumam fazer parte de uma série e como estou no aguardo do segundo volume de duas delas (Travessia e Pandemônio) decidi não começar mais nenhuma no momento. Até pelo fato de em muitos aspectos as distopias serem muito semelhantes.
    Mas de qualquer modo Estilhaça-me parece ser ótimo. Sem dúvida lerei, só que não em um futuro tão próximo assim! Beijão!

    ResponderExcluir
  11. Fiquei interessada pela historia, já li muitas resenhas positivas, e estou achando Juliette fantástica *-* quero mto ler esse livro

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Hahaaaa, Estilhaça-Me, ADOREI! Você já leu a minha resenha e sabe que eu gostei, mas preciso repetir que o livro é muito bom! Hahha Fico feliz que você tenha gostado, Dessa! Realmente, quando não pomos expectativas somos surpreendidos!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Estou louca para ler esse livro. Tem tudo o que eu gosto em uma leitura.
    Eu acho que o fato dela não poder ser tocada deixa as coisas muito mais intensas e muito mais dolorosas. É uma leitura muito aguardada.
    Gostei da resenha, deu mais vontade de ler.
    Beeijo e boa semana!

    meusantidotos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Muito bem feita a resenha, parabéns. O livro não faz meu gênero mas parece ser ótimo, a capa também foi bem desenha. Curioso...

    ResponderExcluir
  15. Eu começei a ler o livro e sinceramente amei a históriaaa
    A capa do livro está mega hiper perfita
    A diagramação também esta impecável
    Adorei sua resenha, já estava curiosa para ler o livro

    ResponderExcluir