Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

24 de jun de 2012

Resenha: Um Dia Depois do Outro - Roger Rosenblatt

Informações:
  • Título Original: Making Toast
  • Autor: Roger Rosenblatt
  • Editora: Nova Fronteira (cortesia)
  • Páginas: 132
  • ISBN: 9788520928875
Sinopse: O livro conta a história de Roger Rosenblatt e sua mulher Ginny após a morte da filha Amy - uma talentosa médica, mãe e esposa. O casal deixa a casa na Margem Sul de Long Island para morar com o genro Harris e os três netos. Ambos buscam se readaptar ao mundo das crianças pequenas - histórias de ninar, brinquedos falantes, amiguinhos, perguntas incessantes e raciocínio não sequencial.

Resenha: Para dizer a verdade não sabia o que esperar deste livro. A única coisa que sabia era que relatava a história real de um pai que perde a filha de repente – o próprio autor do livro -, mas não fazia ideia de como seria relatada nem o quanto me emocionaria ou não com ela.
 
O livro na verdade não conta a história de Amy com uma narrativa linear.O autor relata vários acontecimentos de sua vida intercalando momentos diferentes. Em algumas partes vemos atos memoráveis de Amy quando criança e em outros vemos alguns dela já adulta quando vivia uma vida feliz junto com o marido e os filhos. Mas nenhum  desses na verdade não foram os que mais gostei: aqueles que mostram o dia a dia da família e sua tentativa de superação, após sua morte, foram os que tornaram o livro mais interessante.
 
Podemos ao longo da história perceber o amadurecimento de cada um dos filhos de Amy, bem como dos seus pais e do marido e conhecer seus pensamentos sobre a morte da querida mulher. Além disso, notamos que cada um dos parentes próximos reagiu à sua morte de um jeito diferente, mostrando várias personalidades divergentes mas que ao mesmo tempo tinham uma só dor - a dor da perda - e  que todos, do seu jeito, tentavam reencontrar suas vidas após o trágico acontecimento.
 
Porém, o que deixou a desejar em minha opinião foi que o livro não conseguiu me emocionar o quanto pensei que fosse. Talvez o real foco do autor não tenha sido esse ao nos mostrar um pouco de sua vida e sua história e sim apenas nos apresentar o que lhe aconteceu, mas senti falta de um pouco mais de sentimento na narrativa. Senti que faltou uma ligação entre mim e qualquer um dos personagens do livro, não me deixando assim abalar totalmente por suas dores.
 
É um livro bom, que nos mostra principalmente a tentativa de superação de uma família que perdeu um de seus entes mais queridos, mas que ao mesmo não chega a mexer tanto com os sentimentos do leitor, faltando nele um ar mais dramático e sentimental.

Nota: ☻☻☻☺☺ (Bom)

12 comentários:

  1. Poxa, eu tinha super me interessado pelo livro quando você mostrou no vídeo e agora quando a resenha foi lançada ainda mais, só que eu esperava um suuuuuper drama familiar, aquela coisa que nos toca meeeesmo. Vi que o livro não tem isso em demasia (gosto de livros BEM DRAMÁTICOS mesmo :P).
    Mesmo assim, sem essa parte extremamente tocante, eu o leria, pois o fato de ser uma história real já é válido.
    Beijão, Dessa!

    ResponderExcluir
  2. Nunca li esse livro. Parece ser bem bacana, e com história real sempre é muito melhor. Por que só pelo fato de ser real já deve ser boa já que ninguém colocaria em um livro uma história real se ela fosse ruim já que é possivel inventar uma bem melhor.
    Beijos ^^
    http://blogdamazzei.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Acho que esse livro tinha tudo para ser bem sentimental e apelar para o lado emocional do leitor mais sensível, e se não consegue é uma falha grande (ao meu ver). Sem isso, torna-se apenas mais uma história normal entre muitas. Deve ser legal conhecer um pouco sobre a família, porém. O fato de que tudo realmente aconteceu e de que eles existem é um ponto positivo pois chama atenção para quem gosta de relatos não-ficcionais desse tipo.
    Beijos, Dessa!!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde :)
    Não conhecia este livro :O
    Mas não sei...não gosto muito de filmes/livros que tem como assunto familia..não sei porque.

    Beijos e cuide-se

    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  5. Nossa o livro parece ser bem legal, fiquei com vontade de ler ><
    Um beeeijo
    http://livrodagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Andressa, nunca tinha visto nada sobre esse livro, acho legal sempre ver coisas bem diferentes por aqui.
    Gostei da proposta da história, e também prefiro quando ela me toca, mas às vezes a intenção do autor tenha sido exatamente essa, a de passar de uma forma mais neutra aquilo que viveu.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Andressa!
    A primeira vez que eu ouvi falar desse livro foi no seu vídeo do correio. Mas eu esperava algo totalmente diferente, não sei o motivo. D:
    Mas enfim, a questão é que deve ser um livro bem interessante, já que o autor mostra o que realmente aconteceu com ele e sua família. O ruim é que, quando o autor não consegue transmitir o sentimento, a gente não se envolve direito com o enredo e isso faz com que o livro não seja tão bom assim. :/

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  8. ah, a graça do livro é mexer com o sentimento do leitor...se isso não acontece, não sei se vale a pena ler :/
    Abraços! (http://elektry.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  9. Hey
    Não conhecia esse livro, mas gostei da capa

    Geralmente esses livros com histórias dividas de linha da vida, me deixam confusa em certo ponto.
    Então, não sei se leria. :(

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  10. A capa do livro é linda e em primeiro pensamento parece ser mega emocionante mesmo. Mas, como não chega a tanto que pensamos pode decepcionar um pouquinho como vc disse. Mas, em termos gerais até que achei um livro bastante interessante.^^
    Beijocas!
    http://palomaviricio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Dessa!
    Não achei a sinopse interessante. Sua resenha por outro lado, me atraiu. Mas fiquei com uma dúvida. O autor construiu uma história fictícia em cima da experiência pela qual passou ou o livro é uma biografia?
    Beijos, flor.
    E desculpe a ausência, mas estou com alguns problemas que têm me afastado do trabalho com o blog.

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Engraçado que, por mais que esses dramas de superação sejam uma constante no mundo literário, eles sempre acabam chamando uma atençãozinha, né? Não conhecia este livro e, apesar da ótima resenha que você fez, não sei se eu leria "pra ontem". Talvez lesse para passar um tempo ou algo assim.

    Bjins

    www.dicasoutravessuras.blogspot.com

    ResponderExcluir