Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

29 de mai de 2012

Resenha: Ela Só Queria Casar... - Marcelo Cezar

Informações:
  • Autor: Marcelo Cezar
  • Editora: Vida & Consciência (cortesia)
  • Páginas: 320
  • ISBN: 9788577222056
Sinopse: O que você faria se morresse neste exato momento? Teria condições de deixar naturalmente e por tempo indeterminado a pessoa amada ou sua família, seus amigos, seu trabalho, sua casa, seus pertences? Como você reagiria se, em uma fração de segundos, a sua estadia no planeta chegasse ao fim? Aconteceu com Gláucia. Moça bonita, cheia de planos e prestes a se casar, ela descobriu que a Vida é muito mais do que parece e trabalha incansavelmente para que cada um desenvolva seus potenciais ocultos. Diante de um romance envolvente e personagens cativantes, Ela só queria casar... revela que só acontece o que Deus permite. E Ele só permite o que é melhor para nós!
Resenha: Ela Só Queria Casar... é o romance lançamento do mês de maio da Editora Vida & Consciência. A princípio o livro despertou minha curiosidade e chamou a atenção pela belíssima capa e depois pela sinopse, que já na primeira linha nos revela a parte crucial do livro. Posso já dizer que gostei do livro, apesar de não ter sido um dos meus favoritos do gênero.
 
A trama é bem desenvolvida e flui naturalmente, principalmente por possuir uma linguagem bem simples e rápida. Também por não ter capítulos muito extensos, podemos avançar bastante na história em um tempo razoavelmente curto. É um livro bem gostoso, que envolve o leitor no drama vivido por Gláucia, a mulher que quer casar. Mas apesar do título levar a personagem como referência, podemos perceber que ela, sozinha, não é exatamente a protagonista do livro.
 
Todos os personagens acabam tendo um papel importante no rumo da história. Além de Gláucia, conhecemos algumas outras figuras importantes na narrativa que de algum modo, direta ou indiretamente, tem algum tipo de ligação com ela. E apesar de ter tido um bom resultado, não foi muito bem o que esperava ao ler sua sinopse ou seu título, o que fez com que eu acabasse não gostando tanto do livro como queria. Pensamos assim à primeira vista que o livro girará totalmente ao redor da personagem que queria casar, mostrando um lado mais malvado da mulher que não conseguiu o que sempre sonhou e que voltou para se vingar do que lhe aconteceu. Mas acabou que, por várias vezes, ficávamos bastante tempo da trama sem saber o que estava acontecendo com a personagem, já que a narrativa estava completamente focada em outros personagens. No final, o que me pareceu foi que, na verdade, Gláucia não é a protagonista da história, e sim uma das tantas figuras principais que vemos no desenrolar da trama.
 
Por outro lado, algo que gostei bastante nesse livro em particular, foi ter sido o livro espírita que mais me fez refletir. Muitas vezes me peguei parando a leitura para pensar em como deve ser a vida após a morte e o que viemos fazer aqui na Terra, qual a nossa missão. Foi esse o livro que li que mais me mostrou o outro lado, o que acontece aos espíritos que partem daqui e para onde vão. Não sei quanto à vocês, mas esse assunto geralmente me intriga bastante e foi legal durante a leitura ter esses pensamentos.
 
Algo referente à diagramação que também me agradou foi a separação de capítulos. Acho que já tinha comentado em outras resenhas o quanto me incomodava a constante mudança de narrador sem uma pausa ou uma separação clara e, felizmente, não vemos isso neste livro. Achei os capítulos mais bem divididos e com algumas separações que ajudavam a identificar tal mudança. A editora também caprichou nos detalhes extremamente delicados do livro.
 
Em resumo, gostei do livro. Apesar de não ter sido um que me surpreendeu e também não ter sido tudo o que eu esperava, foi uma leitura agradável e que conseguiu unir todos os personagens em uma trama única que mistura romance, ódio e disputa por poder. Para quem gosta de livros espíritas e quer algum que lhe faça refletir em uma trama leve, este livro é com certeza uma boa opção.

Nota:☻☻☻☺☺ (Bom)

9 comentários:

  1. Oi Dessa!
    Apesar dos pesares, o livro parece ter uma boa trama e sempre acho legal quando uma história desperta reflexões!
    Dá pra perceber o capricho da editora com a diagramação, a capa é linda!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Oi Andressa
    Confesso que a capa me chamou muita atenção, mas nunca li um livro espírita na vida rs
    Pode até ser que eu me aventure a ler um dia.
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da sua resenha, bem completa. Gosto muito de histórias que geram profundas reflexões em nós, mas confesso que não fiquei muito interessada pelo livro. Não sou muito fã do gênero. :)
    Beeeijos

    Marina Oliveira
    http://distribuindosonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Dessa!
    Essa tipo de livro não costuma me chamar atenção e, apesar de já ter tido algumas oportunidades, nunca cheguei a ler nenhum livro espírita.
    De qualquer forma achei a premissa de Ela Só Queria Casa... bastante interessante. Sem falar que acho muito importante quando os livros nos fazem refletir.
    Beijão! :*

    ResponderExcluir
  5. Oi Dessinha!
    Eu não curto muito esse estilo espírita, então esse eu deixo passar, mas é sempre bom encontrar algo que nos faz refletir, né? Achei diferente o fato da protagonista não ser realmente a protagonista e sim, mais uma das personagens entre várias outras do livro - pode ser algo bom, ou ruim, dependendo de como a autora tenha feito a abordagem mas acho que nunca li nada exatamente assim.
    Com exceção do "A Visita Cruel do Tempo", que é um livro sem protagonista, a não ser talvez, o próprio "tempo" em si, mas nele já sabemos disso de antemão.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Oi Dessa!

    Gosto muito de livros que nos tiram reflexões e isso acontece muito comigo, paro a leitura para pensar em diversas questões...

    Realmente, pela capa vemos que a editora caprichou... A primeira vista não me parece um livro espírita, mas mesmo assim acho que se pudesse leria, quem sabe...

    Beijo flor! Sua resenha ficou maravilhosa!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Dessa! Já comentei que não curto taaaaaanto livros espíritas, são poucos os que me interesso. Esse não me interessou tanto, hoje. Talvez em outro momento me interesse, né?
    Mas o fato de a leitura trazer uma reflexão já torna válida. Ainda mais com um enredo bem desenvolvido, com uma leitura fácil e rápida.
    Beijão, Dessa!

    ResponderExcluir
  8. O título deste livro e a capa me deixaram curiosa. Depois que li sua resenha fiquei com muita vontade de lê-lo. Sem contar que amo livros espírita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Dessa,
    Dá para notar, lendo livros espíritas, que eles têm uma característica bem marcante, especialmente no que diz respeito aos núcleos. Como você disse, enquanto esperava que o enfoque fosse na moça que queria casar, ele divide-se em todas as outras personagens. É de praxe que elas sejam tão abrangentes, acho que pra mostrar que as crenças são universais e atingem a todos de alguma forma.
    Agora, sem divagar mais heiuehi, gostei da sua sinceridade e não sei se leria esse livro, mas é sempre bom mudar de gênero às vezes.

    Beijos!

    ResponderExcluir